Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2022 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Palestra inicial do curso Jornalismo e Direitos Humanos discute a atuação do Brasil na ONU e na OEA
Texto e foto: Clara Assunção Edição: Ana Luisa Gomes
  19/09/2016

Palestra inicial do curso de Jornalismo e Direitos Humanos questiona a atuação do Brasil na ONU e na OEA
 
Na foto: André Deak (à esquerda), coordenador do módulo Jornalismo e Direitos Humanos, e a coordenadora de Política Externa da Conectas, Camila Asano 

Camila Asano, formada em relações internacionais e coordenadora de Política Externa na Conectas, foi a entrevistada neste sábado, 17 de setembro, no curso  Jornalismo e Direitos Humanos -  módulo do Projeto Repórter do Futuro realizado pela OBORÉ em parceria com a Conectas Direitos Humanos e apoiado pela Abraji ( Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo e pelo Sinpro-SP (Sindicato dos Professores de São Paulo).
 
A Declaração Universal dos Direitos Humanos, outorgada em 1948, normatizou o respeito à condição humana como interesse mundial. Em organizações como ONU e a OEA esse campo tem dialogado cada vez mais com as políticas externas dos países membros, como o Brasil, onde essa questão é marcada pela contradição.
 
Abrindo a série palestras que ocorrerão no 3º módulo do curso de Jornalismo e Direitos Humanos, Camila Asano analisa como essa temática pode ser pautada na política internacional para promoção da dignidade humana.
 
Na ONU, por exemplo, o Brasil atua tanto no eixo de decisão, como no de alvo pelas constantes violações de direitos humanos internas e externas. Acompanhada do coordenador do módulo, o jornalista André Deak, Asano enfatiza que apesar do Brasil reconhecer parte de seus problemas sociais, a postura do país diante de algumas questões mundiais e internas é pouco transparente, o que torna o trabalho jornalístico essencial para o monitoramento da representatividade brasileira e para a garantia de acesso a informação para cobrança pública.
 
Com a mudança do governo na gestão do país, a coordenadora da ONG propõe que “a gente tem que lutar contra essa maré de retrocessos que tem surgido no Congresso Nacional, e que o país continue com essa postura de reconhecer. Por isso é importante estarmos de olho no que o Brasil diz no Conselho dos Direitos Humanos”, finaliza.
 
 
Sobre o módulo 
 

Os 20 alunos selecionados participam de palestras e entrevistas coletivas com especialistas ao longo dos meses de setembro e outubro de 2016 e são desafiados a produzir matérias semanais sobre os conteúdos apresentados.
 
O curso combina a prática da cobertura jornalística com o conhecimento teórico e reflexivo sobre temas de direitos humanos: para que serve a ONU e a OEA e como o Brasil atua nestes espaços? Qual a arquitetura do nosso sistema de Justiça? Como o país define o que é crime e como este entendimento se reflete nos presídios brasileiros? Qual a situação dos direitos humanos nos países do chamado Sul Global? Qual o papel dos bancos públicos no financiamento de megaempreendimentos que ameaçam a vida de comunidades e o meio ambiente?

Organizado pela Conectas em parceria com Oboré e Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), e apoio do Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro-SP), o curso é um dos módulos do Projeto Repórter do Futuro, programa que contribui na formação de profissionais do jornalismo há mais de vinte anos. A coordenação pedagógica será feita pelo jornalista e professor André Deak.

 
Programação


27/8, 9h às 14h | Encontro de seleção
Qual o papel do jornalista hoje na cobertura de direitos humanos?
Jessica Carvalho Morris, diretora Executiva da Conectas
Local: Sindicato dos Jornalistas de São Paulo - Rua Rego Freitas, 530 - São Paulo/SP

10/9 | 9h às 14h
Técnicas de reportagem e ferramentas para o jornalismo
André Deak, coordenador pedagógico do curso
 
17/9 | 9h às 14h

Qual o papel do Brasil na ONU e na OEA?
Camila Asano, coordenadora de Política Externa da Conectas

24/9 | 9h às 14h
País da impunidade!? Qual é a realidade do sistema prisional brasileiro?
Marcos Fuchs, diretor Adjunto da Conectas e membro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária 

1/10 | 9h às 14h
O que é crime e como funciona a Justiça no Brasil?
Rafael Custódio, coordenador de Justiça da Conectas

8/10 | 9h às 14h
Financiamento público de grandes obras: regras para respeitar a vida e o meio ambiente
Caio Borges, advogado do programa de Empresas e Direitos Humanos da Conectas

15/10 | 9h às 14h
Sul Global: desafios da sociedade civil para evitar retrocessos (e sobreviver)
Ana Cernov, coordenadora do programa Sul-Sul da Conectas

22/10 | 9h às 14h
Encerramento
Avaliação do curso e do desempenho dos alunos e entrega de certificados.


Mais informações: 
OBORÉ | www.obore.com
11. 2847.4567
reporterdofuturo@obore.com


 
 
  
 
 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online