Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2022 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Envelhescência, de Gabriel Martinez, foi tema de reflexão da Sessão Averroes de 25 de novembro, na Cinemateca

  05/12/2015

 

A SESSÃO AVERROES do último mes de novembro reuniu seleta plateia de cerca de 80 pessoas na sala BNDES da Cinemateca Brasileira para a exibição do filme Envelhescência, do diretor gaúcho Gabriel Martinez. 

O documentário, recentemente lançado no Brasil, mostra que o preparo para o envelhecimento humano pode ser encarado e vivenciado com leveza, positivismo e bom humor. Mostra que se a velhice pode ser limitante em diversos aspectos, uma atitude proativa, humorada e, sobretudo, a disposição de refutar estigmas sociais e estereótipos fortemente arraigados na sociedade contemporânea podem ser a chave para a gratificação e realizações nesta etapa da vida. 

A exibição foi seguida de Mesa de Reflexão com a presença do diretor do filme, da oncologista e paliativista Dalva Matsumoto e mediação da jornalista Ana Luisa Zaniboni Gomes. A SESSÃO AVERROES de novembro contou com apoio da Faculdade de Medicina de Itajubá, do Instituto Paliar, da Academia Nacional de Cuidados Paliativos, da Tales Rocha Assessoria de Imprensa e da Coordenação de Políticas para Idosos da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo. 

Um assunto atual

A Organização Mundial da Saúde estimou que ao final do século XX haveria aproximadamente 600 milhões de pessoas com mais de 60 anos no mundo e que este número duplicaria em 25 anos, chegando a 2 bilhões até 2050.

Projeta-se para o Brasil algo em torno de 29 milhões de pessoas acima de 60 anos já em 2020. No nosso país, bem como em todos os outros do mundo, o aumento da expectativa de vida foi atingido como consequência da melhora das condições de vida em diversas esferas da existência humana como a social, a econômica e a biológica.

Entretanto, tal aumento é acompanhado de desafios complexos. Tomando-se por linha mestra a área da saúde, nota-se que o envelhecimento da população é acompanhado de um aumento da incidência de doenças crônico-degenerativas , que por sua vez tendem a causar diferentes impactos negativos na vida das pessoas, como reduzir a funcionalidade e causar sofrimentos físicos ou psíquicos.

Observando-se outros aspectos da vida humana, nota-se que no âmbito da arquitetura e do urbanismo, por exemplo, faz-se necessário um olhar especial para a pessoa idosa, uma vez que suas necessidades são particulares e devem ser contempladas.

Na economia e nas ciências sociais, o envelhecimento populacional traz à tona diversas peculiaridades como as questões previdenciárias e de políticas públicas.
Em suma, o impacto do envelhecimento populacional é sentido nas mais diversas áreas do conhecimento, o que faz com que a sua apreciação no cinema e nas artes seja muito oportuna, explorando novas sensibilidades para um novo entendimento e compreensão não apenas do adoecimento e da morte, mas da saúde e da vida, que deve ser vivida na sua plenitude, qualquer que seja a idade. 

É neste contexto que a curadoria da Sessão Averroes programou a exibição deste documentário: a narrativa mostra que o preparo para o envelhecimento humano pode ser encarado e vivenciado com leveza, positivismo e bom humor. Se a velhice pode ser limitante em diversos aspectos, então atitudes proativas, humoradas e, sobretudo, a nossa disposição de refutar estigmas sociais e estereótipos fortemente arraigados na sociedade contemporânea podem ser a chave para a gratificação e realizações nesta etapa da vida. 

Sobre a Sessão Averroes

Trata-se de um programa permanente da Cinemateca Brasileira desde 2009, fruto de parceria da entidade com a OBORÉ e o Hospital Premier. Batizadas em alusão a Averroes, considerado um dos pais da medicina, as sessões acontecem na última quarta-feira de cada mês, sempre às 19h00, e destinam-se a profissionais e estudantes das áreas da medicina e da saúde e ao público em geral interessado em questões que tangenciam a vida, a morte, o envelhecimento e os cuidados na terminalidade da vida.

A próxima atividade está marcada para o dia 16 de dezembro, às 19h, com projeção do clássico Hiroshima mon amour, de Alain Resnais, baseado na comovente narrativa de da escritora  Marguerite Duras. A entrada é franca. 
 


FICHA TÉCNICA | SINOPSE
 
Envelhescência. Brasil, 2015. Direção: Gabriel Martinez. Documentário, 74 min. Exibição em DVD. Com  Edson Gambuggi, Judith Caggiano, Luiz Schirmer, Ono Sensei, Oswaldo Silveira, Edméia Corrêa, Alexandre Kalache, Mirian Goldenberg e Mário Sérgio Cortella. Argumento: Ruggero Fiandanese | Estúdio e Distribuição: Lado B Filmes  | Edição: Caio Rodriguez | Fotografia: Daniel Dias | Música: Marcelo Fruet | Operador de câmera: Raphael Mariano  | Produção: Samarah Kojima.  
 
Confira o trailer do filme em www.envelhescencia.com.br/trailer/envelhescencia/
 
Mesa de Reflexão  | Convidados
 
·         Gabriel Martinez - cineasta

·         Dalva Yukie Matsumoto - médica oncologista e paliativista, coordenadora da Hospedaria de Cuidados Paliativos do Hospital do Servidor Público Municipal - HSPM, Diretora do Instituto Paliar e Membro Diretor da Academia Nacional dos Cuidados Paliativos - ANCP.

·         Ana Luisa Zaniboni Gomes – Jornalista, pesquisadora, diretora da OBORÉ e curadora das sessões Averroes.  [mediação
 
SERVIÇO


CINEMATECA BRASILEIRA | Largo Senador Raul Cardoso, 207 | próximo ao Metrô Vila Mariana
Outras informações: (11) 3512-6111 (ramal 215)  www.cinemateca.gov.br 
 
 

 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online