Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Mortos e desaparecidos políticos da ditadura recebem homenagem em frente ao Parque Ibirapuera

  28/11/2014

O primeiro dia do Festival de Direitos Humanos – Cidadania nas Ruas 2014 será marcado, dentre outras atividades, pela inauguração do Monumento em Homenagem aos Mortos e Desaparecidos Políticos em área externa ao Parque Ibirapuera, que acontecerá no dia 8 de dezembro, segunda-feira, às 14h. O endereço é avenida Pedro Álvares Cabral, portão 10. 

A obra, de seis metros de altura por doze de comprimento, é formada por chapas brancas e uniformes com os nomes dos mortos e desaparecidos políticos de que se tem conhecimento até o presente, segundo o registro dos familiares, e por chapas disformes que representam as diferentes trajetórias desses resistentes. O desenho do projeto é do artista e arquiteto Ricardo Ohtake, autor do primeiro monumento a lançar luz sobre o tema, instalado no Cemitério Dom Bosco, em Perus, onde foi encontrada a vala clandestina com mais de mil ossadas de desaparecidos políticos, em 1990.

A iniciativa da Coordenação de Políticas de Direito à Memória e à Verdade da SMDHC busca estabelecer marcos de memória que simbolizem a luta pela democracia na cidade, um dos objetivos da Meta 64 do Programa de Metas. A ação, realizada no marco dos 50 anos do golpe de 1964, vai ao encontro de uma antiga demanda dos familiares de mortos e desaparecidos políticos e militantes do tema de sinalizar os sítios de memória que marcam a história da resistência. O projeto-executivo, produzido pela arquiteta Anna Ferrari, foi aprovado pelos diversos órgãos municipais, estaduais e federais que autorizam intervenções urbanas na cidade.

"Instalar este monumento num local que é um cartão-postal de São Paulo coloca a luta contra o estado de anomalia que assolou o país por 20 anos no centro das reflexões de todos os que por ali passam", afirma o secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Rogério Sottili.
 
 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online