Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2022 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  São Paulo ganha plataforma digital com os marcos de direitos humanos da cidade

  05/11/2014

O projeto Cartografia de Direitos Humanos foi oficlamente apresentado ao público  ontem, dia 4/11, no Centro Universitário Maria Antonia. 

Promovido pela Cátedra Unesco de Educação para Paz, Direitos Humanos, Democracia e Tolerância e o Instituto de Estudos Avançados da USP, e contemplado no Edital 2013 da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, o projeto Cartografia de Direitos Humanos de São Paulo reúne em plataforma digital lugares que sediaram as lutas e as conquistas por direitos humanos na capital paulista. 

Em seu conteúdo, reunirá informações coletadas na primeira fase do projeto, com marcos selecionados que simbolizam temas ligados a Não-Discriminação Racial (Movimento Negro Unificado, UNEafro e Terras Indígenas Tenondé Porã); Não-Discriminação por Sexo e Gênero (Parada LGBT, Marcha das Vadias, União de Mulheres de São Paulo e Jornal Brasil Mulher); Direito ao Trabalho (CUT - Central Única dos Trabalhadores, Greves de Osasco e OBORÉ); Direitos Civis e Acesso à Justiça (Comissão Justiça, Paz e Massacre do Carandiru, Ato Ecumênico de 1975 em homenagem à Vladimir Herzog, exposição do MPF (Re) Conhecer... Para Nunca Esquecer! e o NEV - Núcleo de Estudos da Violência); Direito à Cidade (Jornadas de Junho de 2013 e MMC - Movimento de Moradia do Centro); Migração (Praça Kantuta e Marcha dos Imigrantes); Liberdade de Expressão e de Reunião (Sarau do Binho); Luta pelo Estado de Direito e Movimentos Políticos (Batalha da Maria Antônia e Comício das Diretas Já no Vale do Anhangabaú nos anos 1980).

Para cada marco selecionado, foram colhidos depoimentos, imagens e textos que auxiliam na (re)construção da sua história e que, agora, podem ser consultados na plataforma online. O sistema permitirá, também, que novos marcos sejam adicionados e, assim, abranja um número ainda maior de conquistas. Ao longo do ano, o projeto também realizou algumas atividades culturais com o objetivo de estimular a sociedade a entender o significado dos direitos humanos. A produção de duas oficinas deu origem à Mostra Fotográfica e Literária, que serão apresentados durante o lançamento.

Nos dias 6 e 7 de novembro, das 10h às 18h30, como parte do projeto Cartografia de Direitos Humanos de São Paulo, será realizado o encontro Memória, Arte e Educação em Direitos Humanos. Coordenado por Rossana Rocha Reis, docente da FFCLH e do IRI e membro do conselho da Cátedra Unesco de Educação para Paz, Direitos Humanos, Democracia e Tolerância, o evento público é gratuito e tem sede no IEA-USP. Da série de mesas-redondas, participam especialistas de áreas de a literatura, dança, cinema, imagem e artes plásticas para discutir o papel das artes na educação em Direitos Humanos. Programação completa: http://bit.ly/1rhmGWG
 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online