Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2022 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Palestra com chefe do CICV e seleção para o 13º curso de jornalismo em situações de conflito armado lota Sindicato dos Jornalistas

  05/08/2014


“Assim como um jornalista que trabalha numa revista de automóveis tem que saber a diferença entre um carro e uma bicicleta, um repórter que faz a cobertura de conflitos armados precisa conhecer as regras que os regulam”.

As palavras foram conferidas por Felipe Donoso, chefe da Delegação Regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) para Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, durante sua palestra sobre Direito Internacional Humanitário (DIH) para uma plateia que lotou o Espaço Vladimir Herzog do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP) neste último sábado (2).

Tratava-se do Encontro de Confraternização e Seleção para o 13º Curso de Informação sobre Jornalismo em Situações de Conflito Armado e Outras Situações de Violência, do Projeto Repórter do Futuro, que reuniu 110 candidatos às vagas de alunos e observadores.

Donoso esteve acompanhado Aldo Quiroga, coordenador pedagógico do curso, Guilherme Alpendre, diretor-executivo da Abraji, André Freire, secretário-geral do Sindicato dos Jornalistas e Sandra Lefcovich, coordenadora de Comunicação do CICV,que compuseram a mesa. A abertura do evento ficou a cargo do jornalista Sergio Gomes, diretor da OBORÉ.

“O CICV atua em situações de conflitos armados, de forma neutra, assistindo os civis, feridos e prisioneiros de guerra, mas se algum Estado violar um item do Direito Internacional nosso papel é pressioná-lo contra esta violação”, continuou Donoso, que palestrou por cerca de uma hora e meia expandindo sua fala a temas atuais como o conflito em Gaza, as violações aos direitos humanos em países africanos e episódios ocorridos no Haiti.

“O que ocorre hoje em Gaza é um conflito armado internacional ou não-internacional?”, perguntou o chefe do CICV para uma plateia jovem e dubitativa. “Se quiserem saber esta e outras respostas preencham o teste de seleção e façam o curso”, concluiu, sob risos da juventude.

Na sequência, os 87 estudantes universitários de diversas áreas do conhecimento, representando 25 faculdades, realizaram um Teste de Seleção - um questionário com 15 itens que visava avaliar o perfil dos interessados e identificar quais poderão ter o melhor aproveitamento do curso. Serão 20 vagas disponíveis.

Os demais, 23 recém-formados, participaram de um teste diferenciado, realizado na sala de cinema da Matilha Cultural, para concorrerem a uma das 5 vagas de observadores – assistem as palestras e conferências mas não participam da dinâmica do curso.

Uma Banca Examinadora, composta pelo coordenador-pedagógico do curso, o jornalista e professor Aldo Quiroga, e por representantes do CICV, OBORÉ, Abraji e SINPRO-SP, fará a avaliação dos Testes até esta quarta-feira. Os selecionados ficarão conhecidos na sexta (8) a partir da lista que será publicada nos sites da OBORÉ, Abraji e CICV.

O módulo, promovido pelo CICV em parceria com a OBORÉ, IPFD - Instituto de Pesquisa, Formação e Difusão em Políticas Públicas e Sociais e Abraji – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, acontece nos dias 16 e 30 de agosto e 13 e 27 de novembro, respectivamente no Centro de Imprensa/Redação-Escola da OBORÉ, Cúria Metropolitana da Arquidiocese de São Paulo, nova sede da OAB-SP e Centro Cultural da Intercom Prof. Dr. José Marques de Melo.

 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online