Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2022 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Romance amazônico que discute identidades culturais será lançado dia 19 (terça), às 19h30, no Bar Sabiá
Texto: João Paulo Brito
  13/11/2013



Em “Terminália”, livro do jornalista e escritor Roberto Taddei, um triângulo amoroso entre um major do exército brasileiro, um major da legião estrangeira e Helena, uma descendente de povos indígenas do Pará, dá origem a um romance que reflete sobre o choque entre as liberdades individuais e o instinto de nacionalidade.

Com data de lançamento prevista para terça-feira (19), às 19h30, no Bar Sabiá (Rua Fidalga, 705, esquina com a Rua Purpurina - Vila Madalena), a obra é fruto de uma viagem ao extremo norte do Brasil, na fronteira com a Guiana Francesa, realizada há cinco anos pelo autor que acompanhou a 2ª Viagem de Estudos e Reportagens à Amazônia, que integra o Projeto Repórter do Futuro.

Atualmente, Taddei integra o curso de pós-graduação em formação de escritores de ficção e não ficção – único desta natureza no Brasil -, no ISE Vera Cruz, que está com inscrições abertas para seu processo seletivo.

Em entrevista ao site da OBORÉ, o autor conta como foi o processo de surgimento e elaboração do livro. Confira:

Como surgiu a ideia do livro?

Em 2008, época em que estava fazendo Mestrado em Criação Literária, em Nova lorque, fiz uma viagem para a região da Amazônia oriental. Eu havia vindo para o Brasil em julho e neste mesmo mês acompanhei o grupo de estudantes de jornalismo do Projeto Repórter do Futuro, à convite da OBORÉ, nesta viagem.

Estava na metade do primeiro ano, nesta época. Quando voltei para Nova Iorque, escrevi um conto inspirado nesta viagem, montado numa personagem que eu imaginei vivendo nesta região que visitamos.

E esse conto foi crescendo e crescendo até que vi que havia a possibilidade de transformá-lo num romance e, assim, passei os próximos quatro anos seguintes trabalhando nele. A primeira versão que fiz foi em inglês, já que eu estava por lá, e depois, em 2011 e 2012, eu o reescrevi todo e português e agora em 2013, finalmente, sai a versão final.

E qual a origem deste título, “Terminália”?

No inicio, era um conto que se chamava “Helena”, que é o nome da personagem principal. E como eu o estava escrevendo em inglês, para um público estrangeiro, o título era “Helena da Amazônia”, mas depois isso foi caindo e perdeu um pouco o significado.

Até que certo dia, lendo um texto do Ovídio (poeta romano que viveu entre 43 a.C. e 17 d.C.), eu me deparei com este termo “Terminália”, que é uma referência a uma antiga festa romana em homenagem ao Deus “Términus”, um ser divino que controlava as fronteiras do império romano. Neste livro, “Fastos”, do Ovídio, ele conta todas as festas do império e em um dos trechos fala sobre a “Terminália”, onde diz que cada povo tem a sua fronteira determinada, mas as fronteiras do Império Romano e do mundo são uma só.

Então, este romance é uma reflexão sobre identidade cultural?

Sim, eu quis também trazer esta discussão porque o livro narra uma história que se passa na fronteira do Brasil com a Guiana Francesa, sendo o Brasil colonizado por portugueses, que foram, por sua vez, conquistados pelo Império Romano, e a Guiana Francesa foi colonizada pela França. Ao mesmo tempo, nas duas regiões os povos originários são indígenas que falavam uma mesma língua.

Então, o livro traz justamente essa discussão do que é identidade cultural no mundo de hoje. Pareceu-me muito relevante que a história se passasse numa região fora dos grandes centros econômicos e urbanos do mundo, mas onde imaginei que fosse possível enxergar com mais clareza todas estas forças de tentativa de identidade cultural que operam no mundo hoje.

 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online