Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Atuação do Exército na Amazônia foi tema do último encontro do Repórter do Futuro
Texto: João Paulo Brito/ Fotos: Nivaldo Silva
  28/06/2013


A atuação do Exército brasileiro na Amazônia foi o tema do encontro de encerramento do 7º Curso Descobrir a Amazônia – Descobrir-se Repórter, do Projeto Repórter do Futuro, realizado neste sábado (22), no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA/USP).

Para tratar do assunto, esteve presente o General Jaborandy, chefe do Comando Militar da Amazônia (CMA), que concedeu palestra, conferência e coletiva de imprensa para os 25 estudantes de jornalismo e outras áreas do conhecimento que, de maio a junho, participaram do módulo.

“Hoje nós falamos para os futuros formadores de opinião a respeito da presença militar na Amazônia, mas demos também uma tintura de uma visão geopolítica da Amazônia para que pudéssemos situá-los como que o Exército brasileiro cumpre a sua missão constitucional naquela região por intermédio das tropas do CMA”, afirmou o general.

Durante sua palestra, o comandante também informou que o Exército prepara-se para a implantação do recém-criado Comando Militar do Norte (CMN), que será chefiado pelo general de exército Adhemar da Costa Machado Filho, atualmente chefe do Comando Militar do Sudeste (CMSE), e terá sua sede localizada na cidade de Belém (PA).

Segundo Jaborandy, esta ação deve-se por conta da extensão da área antiga do CMA e pela especificidade dos problemas que exigem a atenção e eventual emprego de tropa do Exército naquela região. Com esta reforma, o Comando Militar da Amazônia, que tem como primeiro homem o general de exercito Villas Boas, reduz sua incumbência de 42% do território nacional para 25%, enquanto o novo CMN fica com a responsabilidade do restante, cerca de 17%.

“Como a área do CMA era muito extensa, e os problemas muito diversificados, chegou o momento de o Exército diminuir a incumbência do Comando Militar da Amazônia de uma maneira que ele se volte apenas para a Amazônia ocidental [Rondônia, Acre, Amazonas e Roraima] e o Comando Militar do Norte assume os Estados do Pará, Amapá e do Maranhão [Amazônia oriental]”, explicou o general Jaborandy.

O general também demonstrou a importância atribuída à Amazônia pelo Exército apresentando o número do contingente de soldados que atuam na região: cerca de 27 mil.

Por fim, Jaborandy falou sobre o Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras), iniciativa desenvolvida pelo Exército composto por radares, sistemas de comunicação e veículos aéreos não tripulados, voltado para aumentar a proteção às fronteiras brasileiras.

O sistema, que deve levar em média 10 anos para ser implementado, atuará nos 16.886 km que correspondem toda a faixa de fronteira do Brasil com seus 10 países vizinhos.

Leia também:

Marcos Buckeridge fala sobre aumento de temperatura e a produção brasileira de alimentos em 2040

Arqueologia e biodiversidade na Amazônia são temas de encontro no Projeto Repórter do Futuro

Neli de Mello-Théry: "Brasil não sabe quem são os donos de suas terras"

Terras indígenas precisam ser mais respeitadas, diz pesquisador

Ariovaldo Umbelino critica processo de reforma agrária e aponta desrespeito aos povos indígenas

Vídeo: Ariovaldo fala sobre reforma agrária, desenvolvimento econômico e desmatamento na Amazônia

Dívida com Povos Indígenas tem origem na questão agrária

Entrevista: invalidar trabalho de milhares de cientistas por "erro" em relatório é inaceitável, diz Paulo Artaxo

Vídeo: Paulo Artaxo fala sobre vulnerabilidade do ecossistema amazônico em encontro do Repórter do Futuro

Confira a programação completa do curso.

Sobre o curso

O 7º Curso Descobrir a Amazônia – Descobrir-se Repórter, módulo do Projeto Repórter do Futuro, é organizado pela OBORÉ Projetos Especiais em Comunicações e Artes, IEA/USP – Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo e ABRAJI – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.

Conta com o apoio/patrocínio do CCOMSEx – Centro de Comunicação Social do Exército, Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, SINPRO/SP – Sindicato dos Professores de São Paulo, NH Photos/Nivaldo Silva, EBC/TV Brasil, Cátedra UNESCO de Comunicação, Hospital Premier/MAIS – Modelo de Atenção Integral à Saúde, INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, IPFD – Instituto de Pesquisa, Formação e Difusão em Políticas Públicas e Sociais, Casa da Cultura Digital, Matilha Cultural, KBR TEC Soluções Online e da Coordenação dos principais Cursos de Jornalismo de São Paulo: ECA/USP – Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing, Faculdade Cásper Líbero, PUCSP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Universidade Metodista de São Paulo e Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Também emprestam seu prestígio a esta iniciativa: revistas Brasil Atual, Caros Amigos, Fórum, Imprensa, Le Monde Diplomatique Brasil, Piauí, Samuel e o blog “O Xis da Questão – Mídia, Jornalismo e Atualidade”, do Prof. Chaparro.


Equipe de Coordenação:
Ana Luisa Zaniboni Gomes, André Deak, Ausônia Donato, Cristina Cavalcanti, Germano Assad, Guilherme Alpendre, João Paulo Brito, João Paulo Charleaux, Manuel Carlos Chaparro, Milton Bellintani, Nivaldo Silva, Pedro Ortiz, Sergio Gomes.

Coordenação Pedagógica:
Pedro Ortiz

Assistência à Coordenação Pedagógica:
Camila Boehm, Camila Moura, Danillo Oliveira, Lais Mendonça, Luana Copini

Secretaria Executiva:
Cristina Cavalcanti

Equipe de Apoio:
Aline Rodrigues, Gabriela Rodrigues, Luciano Bitencourt

Observadores EBC/TV Brasil:

Aline Moraes da Silva, João Pedro Gomes, Pedro Fernandes da Silva Neto

 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online