Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Arqueologia e biodiversidade na Amazônia são temas de encontro no Projeto Repórter do Futuro
Texto: Aline Rodrigues/ Foto: Nivaldo Silva
  28/05/2013


Conservação do ecossistema amazônico, biodiversidade e ocupação humana sob a ótica arqueológica foram os temas do encontro deste sábado (25) no 7º Curso Descobrir a Amazônia, Descobrir-se Repórter, do Projeto Repórter do Futuro, realizado no auditório do IEA/USP - Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, com transmissão ao vivo pela internet.

Os 25 alunos participaram de palestras com dois grandes pesquisadores da região amazônica: Paulo Kageyama e Eduardo Góes Neves.

O engenheito Kageyama, pós-doutor em Agronomia pela North Carolina State University, apresentou dados que demonstram a biodiversidade da Amazônia: 150 espécies de árvores, 500 espécies de plantas e 50 mil espécies de animais/micro-organismos por hectare.

As principais críticas do engenheiro foram sobre o uso de agrotóxicos, um mal que agride o meio ambiente e o próprio ser humano. “A origem das nossas principais doenças, como câncer, vêm dos agrotóxicos”.

Defensor dos alimentos sustentáveis, Kageyama diz que em seu sítio, em Piracicaba (SP), produz produtos orgânicos, como tomate e ovo. “Às vezes me sinto culpado de viver neste mundo, onde ter qualidade de vida é tão difícil. Apesar de ter bicicleta, não tenho segurança para pedalar onde moro e os produtos sustentáveis custam dez vezes o preço daqueles com agrotóxicos”, conclui.

História escondida

Já o arqueólogo Eduardo Góes Neves, professor no Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE) da USP e no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Amazonas (PPGAS/UFAM), contou sobre a riqueza escondida nas terras do norte do Brasil e a possível ocupação dos índios no século 17.

“A Amazônia é cercada por sítios arqueológicos, com cerâmicas que contam a história desse povo. Mas, infelizmente, grandes construções como barragens prejudicam o solo e impedem estudos no local”, explica o pesquisador.

Confira as apresentações dos pelestrantes:

Paulo Kageyama

Eduardo Góes Neves


Leia também:

Neli de Mello-Théry: "Brasil não sabe quem são os donos de suas terras"

Terras indígenas precisam ser mais respeitadas, diz pesquisador

Ariovaldo Umbelino critica processo de reforma agrária e aponta desrespeito aos povos indígenas

Vídeo: Ariovaldo fala sobre reforma agrária, desenvolvimento econômico e desmatamento na Amazônia

Dívida com Povos Indígenas tem origem na questão agrária

Entrevista: invalidar trabalho de milhares de cientistas por "erro" em relatório é inaceitável, diz Paulo Artaxo

Vídeo: Paulo Artaxo fala sobre vulnerabilidade do ecossistema amazônico em encontro do Repórter do Futuro


Confira a programação completa do curso.

Sobre o curso

O 7º Curso Descobrir a Amazônia – Descobrir-se Repórter, módulo do Projeto Repórter do Futuro, é organizado pela OBORÉ Projetos Especiais em Comunicações e Artes, IEA/USP – Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo e ABRAJI – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.

Conta com o apoio/patrocínio do CCOMSEx – Centro de Comunicação Social do Exército, Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, SINPRO/SP – Sindicato dos Professores de São Paulo, NH Photos/Nivaldo Silva, EBC/TV Brasil, Cátedra UNESCO de Comunicação, Hospital Premier/MAIS – Modelo de Atenção Integral à Saúde, INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, IPFD – Instituto de Pesquisa, Formação e Difusão em Políticas Públicas e Sociais, Casa da Cultura Digital, Matilha Cultural, KBR TEC Soluções Online e da Coordenação dos principais Cursos de Jornalismo de São Paulo: ECA/USP – Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing, Faculdade Cásper Líbero, PUCSP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Universidade Metodista de São Paulo e Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Também emprestam seu prestígio a esta iniciativa: revistas Brasil Atual, Caros Amigos, Fórum, Imprensa, Le Monde Diplomatique Brasil, Piauí, Samuel e o blog “O Xis da Questão – Mídia, Jornalismo e Atualidade”, do Prof. Chaparro.

Equipe de Coordenação:
Ana Luisa Zaniboni Gomes, André Deak, Ausônia Donato, Cristina Cavalcanti, Germano Assad, Guilherme Alpendre, João Paulo Brito, João Paulo Charleaux, Manuel Carlos Chaparro, Milton Bellintani, Nivaldo Silva, Pedro Ortiz, Sergio Gomes.

Coordenação Pedagógica:
Pedro Ortiz

Assistência à Coordenação Pedagógica:
Camila Boehm, Camila Moura, Danillo Oliveira, Lais Mendonça, Luana Copini

Secretaria Executiva:
Cristina Cavalcanti

Equipe de Apoio:
Aline Rodrigues, Gabriela Rodrigues, Luciano Bitencourt

Observadores EBC/TV Brasil:

Aline Moraes da Silva, João Pedro Gomes, Pedro Fernandes da Silva Neto

 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online