Segunda-feira, 08 de Agosto de 2022 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Proteções garantidas pelo Direito Internacional Humanitário e diferenças terminológicas são tema da segunda conferência de imprensa no módulo Jornalismo em Situações de Conflito Armado
João Paulo Brito/ Foto: André Cruz
  23/08/2012

Neste próximo sábado, 25 de agosto, o assessor jurídico do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), Gabriel Valladares, irá participar da segunda conferência de imprensa do XI Curso de Informação sobre Jornalismo em Situações de Conflito Armado e Outras Situações de Violência para falar sobre as garantias e manutenção do Direito Internacional Humanitário (DIH), as diferenças entre termos, como “guerra” e “situações de violência”, e explicar as distintas condições entre um correspondente de guerra e um jornalista autônomo num contexto de conflito armado.

Além dos impactos sociais e econômicos oriundos de conflitos armados, Valladares também irá expor os efeitos danosos ao meio ambiente causados pelo uso de armas de fogo e munições não detonadas, como explosivos de guerra. Em junho deste ano, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a RIO+20, o assessor, representando o CICV, chamou a atenção das delegações dos mais de 190 países para o risco de contaminação ambiental por armas.

O Projeto Repórter do Futuro, cujo módulo sobre direitos humanos é pedagogicamente coordenado pelo jornalista João Paulo Charleaux, é realizado pela OBORÉ Projetos Especiais em Comunicações e Artes em parceria com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e com a ABRAJI (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo). Também conta com o apoio da Matilha Cultural, Câmara Municipal de São Paulo, Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo (SINPRO-SP), Médicos Sem Fronteiras e Hospital Premier.

Programação:

25 de agosto

8h30 – Gabriel Valladares, assessor jurídico do CICV, sobre as normas aplicáveis em conflitos armados e outras situações de violência e as contribuições do CICV.
Local: Centro de Imprensa/Redação Escola da OBORÉ

1° de setembro

8h30 – Coronel André Vianna, da reserva da Polícia Militar de São Paulo, sobre as normas internacionais aplicáveis à função policial no uso da força e de armas de fogo.
Local: Centro de Imprensa/Redação Escola da OBORÉ

15 de setembro

8h30 – Cláudia Antunes, ex-repórter especial do jornal Folha de S. Paulo, atualmente, repórter da revista Piauí, sobre a cobertura de conflitos armados e outras situações de violência.
Local: Centro de Imprensa/Redação Escola da OBORÉ

29 de setembro

8h30 – Cerimônia de encerramento
Exposição de Reginaldo Nasser, professor do Departamento de Relações Internacionais da PUC-SP, sobre a cobertura jornalística de política externa brasileira, além dos atores tradicionais.
Local: Câmara Municipal – Auditório Sérgio Vieira de Mello (Viaduto Jacareí 100 – Bela Vista Sao Paulo)

Aconteceu:

Com palestra de Felipe Donoso, chefe da Delegação Regional do CICV, dezenas de estudantes se reuniram na Matilha Cultural no encontro de seleção para o módulo Jornalismo em Situações de Conflito Armado, em 04 de agosto.

Em 18 de agosto o tenente-coronel Sergio Ricardo Curvelo Lamellas, Oficial do Centro de Comunicação Social do Exército (CCOMSEx), falou sobre a relação do Exército com a imprensa e a atuação das tropas militares no Haiti.

 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online